top of page
  • Foto do escritorVinicius Adam

Leis da Flórida sobre Interferência Ilícita: Uma Visão Geral


O conceito de interferência ilícita (interferência ilícita em relações contratuais, interferência ilícita em relações comerciais, interferência ilícita em relações economicamente vantajosas ou difamação empresarial) pode não ser familiar para todos, mas é uma preocupação significativa para empresas e indivíduos envolvidos em relações contratuais. Este conceito surge do conceito de lei de tortura de difamação e aplica conceitos semelhantes a entidades legais. Como os diferentes nomes sugerem: uma reivindicação requer a existência de um contrato, a outra uma relação comercial, a próxima uma relação economicamente vantajosa, e a última meras declarações difamatórias feitas sobre o negócio.


Este artigo explorará as leis da Flórida sobre interferência ilícita com causas de ação, fornecendo uma compreensão clara do que isso implica, como é demonstrado em um tribunal, possíveis defesas e exemplos de casos pertinentes. No entanto, esses conceitos variados, distintos, mas relacionados são discutidos juntos com o propósito de dar ao leitor uma visão geral do que é necessário para evitar ser processado ou analisar se pode haver uma causa de ação viável com base nesses conceitos.


O que é Interferência Ilícita?


Em um contexto de negócios, a interferência ilícita ocorre quando um terceiro interrompe intencionalmente uma relação comercial ou contrato. Isso pode envolver ações como um ex-empregador processando um funcionário para cumprir um acordo de não competição, ou um indivíduo postando intencionalmente informações falsas sobre um negócio para dissuadir clientes.


Como brevemente discutido acima, interferência ilícita em relações contratuais, interferência ilícita em relações comerciais, interferência ilícita em relações economicamente vantajosas e difamação empresarial são todos conceitos legais distintos, cada um com seus próprios elementos e implicações específicas. Aqui está uma breve visão geral de cada um:


1. Interferência Ilícita com Relações Contratuais: Isso ocorre quando uma parte externa consciente e intencionalmente interfere em um contrato existente entre duas partes, fazendo com que uma delas viole o contrato e resultando em danos para a outra parte. Esta reivindicação requer um contrato válido e aplicável.


2. Interferência Ilícita com Relações de Negócios: Este conceito é mais amplo do que a interferência ilícita com relações contratuais. Envolve uma parte externa interferindo intencional e injustamente nas relações comerciais ou perspectivas de outra parte, causando danos. Esse tipo de interferência pode envolver relações com clientes, clientes ou fornecedores e pode se aplicar a relações comerciais prospectivas, bem como existentes. Não há requisito para a existência de um contrato.


3. Interferência Ilícita com Relações Economicamente Vantajosas: Este é um tipo específico de interferência ilícita com relações de negócios. Refere-se ao ato de danificar propositalmente o relacionamento de alguém com um terceiro quando esse relacionamento tem o potencial de beneficiar economicamente a vítima. Este conceito não requer necessariamente um contrato, mas foca mais nos ganhos econômicos potenciais que a vítima poderia alcançar a partir do relacionamento.


4. Difamação Empresarial: Este é um conceito distinto que envolve fazer declarações falsas sobre um negócio que prejudicam sua reputação e causam perda financeira. A declaração falsa pode ser feita oralmente (calúnia) ou por escrito (difamação), e deve ser comunicada a terceiros. Ao contrário dos outros três conceitos, a difamação empresarial envolve especificamente a comunicação de informações falsas.


Embora haja sobreposição entre esses conceitos (todos envolvem interferência indevida nos assuntos comerciais de outra pessoa), cada um possui elementos únicos que devem ser comprovados em tribunal. Como resultado, a reivindicação apropriada a ser feita dependerá das circunstâncias específicas de um caso.


Demonstrando Interferência Ilícita na Flórida


Para demonstrar interferência ilícita sob a lei da Flórida, o reclamante deve mostrar que:

  1. Uma relação comercial/contratual/economicamente vantajosa ou o potencial para uma relação existia com outra parte.

  2. O réu estava ciente da relação.

  3. O réu interferiu intencional e injustamente com ou interrompeu a relação comercial.

  4. O reclamante sofreu danos como resultado direto das ações do réu.

A lei da Flórida reconhece duas formas de relacionamentos que podem ser sujeitos a interferência ilícita: relações de negócios contratuais e relações de negócios vantajosas. As relações de negócios contratuais são estabelecidas por um contrato entre as partes, incluindo acordos de não divulgação, acordos de não competição e acordos de venda. As relações comerciais vantajosas, embora mais difíceis de definir, podem incluir cenários como uma relação de vendas com um cliente ou um fornecedor.


O nível de interferência deve ser significativo; a interferência comum não é suficiente. A interferência deve ser injusta e intencional, levando a outra parte da relação a quebrar sua promessa sob o contrato ou se retirar completamente da relação.


Defesas Contra Reivindicações de Interferência Ilícita


Defender-se contra uma reivindicação de interferência tortuosa na Flórida envolve certos elementos chave. Estes podem incluir mostrar que não ocorreu nenhuma violação de contrato, que o réu tinha justificação legal para suas ações, ou que o réu desconhecia o contrato ou relação comercial que supostamente foi prejudicada. Outras defesas podem envolver provar que o réu nunca teve a intenção de que o ato prejudicial interferisse com o contrato ou relação comercial em questão, ou que o prazo de prescrição, que é de quatro anos na Flórida, tinha expirado.


Exemplos de Casos


Hales v. Ashland Oil, Inc., 342 So. 2d 984 (Fla. 3d DCA 1977) (desaprovado por outros motivos por, Tamiami Trail Tours, Inc. v. Cotton, 463 So. 2d 1126 (Fla. 1985)): Como já discutido, este caso confirma que a Flórida reconhece o delito de interferência maliciosa com direitos contratuais ou relações comerciais vantajosas. A menção aos §§ 15, 16 provavelmente refere-se a seções de um estatuto ou tratado legal relevante discutindo interferências privilegiadas ou justificadas, que podem servir como defesas a uma reivindicação de interferência tortuosa.


Franklin v. Brown, 159 So. 2d 893 (Fla. 1st DCA 1964): Embora os detalhes específicos deste caso não sejam fornecidos, a citação sugere que ele discute os elementos necessários para estabelecer interferência com uma relação comercial.


Duty Free Americas, Inc. v. Estee Lauder Companies, Inc., 797 F.3d 1248 (11th Cir. 2015); Sirpal v. University of Miami, 684 F. Supp. 2d 1349, 255 Ed. Law Rep. 712 (S.D. Fla. 2010): Os detalhes específicos destes casos não são fornecidos na sua nota, mas parecem ser relevantes para a jurisprudência de interferência tortuosa.


MD Associates v. Friedman, 556 So. 2d 1158 (Fla. 4th DCA 1990): Este caso ilustra uma aplicação específica do delito de interferência com uma relação comercial. Aqui, o tribunal concluiu que um contrato de venda assinado após um suposto acordo verbal não apoiava uma reivindicação de interferência intencional com uma relação comercial. Isso pode significar que a existência de um contrato formal e escrito poderia potencialmente negar uma reivindicação de interferência baseada em um acordo verbal anterior.


Paul’s Drugs, Inc. v. Southern Bell Tel. & Tel. Co., 175 So. 2d 203 (Fla. 3d DCA 1965): Este caso reafirma que a interferência com qualquer contrato é um delito sob a lei da Flórida. Esta visão ampla da interferência tortuosa sublinha o compromisso do estado em manter a santidade dos contratos e a importância de relações comerciais estáveis.


Miami Laundry Co. v. Sanitary Linen Service Co., 131 So. 2d 519 (Fla. 3d DCA 1961): Este caso demonstra que pode estar disponível um alívio injuntivo em casos de interferência tortuosa. O alívio injuntivo é um tipo de ordem judicial que exige que uma parte faça ou se abstenha de fazer certos atos. No contexto da interferência tortuosa, tal remédio poderia ser usado para evitar futuras interferências com um contrato ou relação comercial.


Conclusão


A interferência tortuosa nas relações contratuais é uma área complexa do direito, com implicações significativas para empresas e indivíduos na Flórida. Como estes casos demonstram, o sucesso na apresentação ou defesa de tais reivindicações requer um entendimento detalhado da lei e uma apresentação cuidadosa dos fatos. Portanto, seja você acredita que pode ter uma reivindicação por interferência tortuosa, ou se você está defendendo contra tal reivindicação, é aconselhável consultar um advogado que tem experiência nesta área do direito. Os especialistas jurídicos da VAdam Law podem fornecer conselhos personalizados baseados em circunstâncias específicas, garantir o cumprimento dos requisitos e ajudar a orientar você sobre quaisquer preocupações que você possa ter sobre a doutrina da interferência tortuosa no Estado da Flórida.


Se você quiser saber mais sobre a VAdam Law e agendar uma consulta gratuita, visite nosso portal de agendamento online ou ligue 24 horas por dia para (954) 451-0792.




0 comentário

Comments


bottom of page